Conheça Salvador através da óptica soteropolitana com 4 dicas de lugares incríveis que precisam estar no itinerário da sua viagem.

Viajar para Salvador geralmente é sinônimo de ir ao Pelourinho, Elevador Lacerda, Igreja do Senhor do Bonfim, Porto da Barra e Farol de Itapuã. Esses lugares históricos abrigam um carregado de baianidade e representatividade, são o tipo de local que não dá para não colocar no itinerário da sua visita. Mas, se sua viagem for um pouco mais longa ou se deseja uma imersão real da realidade soteropolitana, existem lugares que não são muito explorados como passeios turísticos, mas que todos os baianos adoram e valem muito a pena conhecer. 


Monte Serrat ( Humaitá) 

Pouco explorado pelos turistas, mas não deixando em nada a desejar, o Forte de Monte Serrat têm uma das mais belas vistas de toda a cidade e fica nas redondezas do bairro do Bonfim. Com toda certeza se você estiver seguindo o seu guia turístico, você irá passar pela Igreja do Senhor do Bonfim para amarrar a sua fitinha. Portanto, a apenas 4 minutos de distância você pode ter uma experiência indescritível e ainda tirar fotos próximo aos antigos tanques de guerra do exército. Se você pegar a missa das 16h, dá tempo de ir lá e ver com os próprios olhos o que maravilha tantos baianos bem na hora do pôr do sol.
Forte Monte Serrat


Subúrbio 

Se você aprecia uma bela paisagem e gostou da comida baiana você não pode deixar de ir no Subúrbio soteropolitano. Para uma real imersão do cotidiano nativo dos soteropolitanos, você pode pegar o trem na Calçada e conhecer toda a extensão do local. O contraste social não esconde a beleza, ele é compensado com toda a alegria e receptividade dos moradores. Ao final do passeio de trem, comer uma moqueca deliciosa e caprichada no Restaurante Pedra Furada com direito a uma vista sensacional e pagando um preço baixo finaliza esse passeio com chave de ouro e camarão pistola. 

Visão do Restaurante Pedra Furada



Solar do Unhão 

Localizado na Avenida Contorno, hoje sediando o MAM (Museu de Arte Moderna da Bahia) o solar do unhão é um conjunto arquitetônico integrado pelo Solar, pela Capela de Nossa Senhora da Conceição, um cais privativo, aqueduto, chafariz, senzala e um alambique com tanques. Esse passeio mistura arte, música, natureza e uma sensacional gastronomia. É possível conferir as obras de arte de diferentes artistas e se a visita for feita aos Sábados, nos horários das 18h às 21h, dá para curtir uma boa música ao som da banda de jazz do Jam no MAM. O restaurante do solar ostenta uma gastronomia refinada, um ambiente rústico, confortável e um incrível crepúsculo.  
Solar do Unhão



Liberdade

Um dos bairros mais populosos de Salvador a Liberdade abriga um tesouro escondido, conhecido como Shopping da Liberdade. Diferente dos outros shoppings da cidade, a vista panorâmica do elevador desbanca sem pensar duas vezes o famoso Elevador Lacerda e ainda dá para fazer compras para levar de lembrança para toda a família. 
Com vista para toda Cidade Baixa ele possibilita uma visão geral de pontos como o Terminal Marinho de São Joaquim e do Forte de São Marcelo. Não muito longe da Liberdade no bairro do Curuzu, também vale a pena conhecer a Senzala do Barro Preto, sede do Ilê Ayê, uma opção diferente ao Olodum, mas com tanta representatividade baiana quanto ele. 



 
Se o objetivo com a sua viagem a Salvador for de fato conhecer o local da óptica do soteropolitano, seu dia-a-dia e as belezas inexploradas da cidade, esses lugares e experiências mostram o cotidiano da vida da maior parte da população. É na prática, toda a teoria que você aprenderá nos famosos pontos históricos da cidade de Salvador.